7 de fev de 2014

Papos de sexta: Férias de verão

O mais bacana do verão são as férias. Tenho saudade da época em que bastava eu passar de ano para me ver livre das obrigações - e então passar a manhã na praia, a tarde na piscina e a noite na rede da varanda, sempre acompanhada de um livro.

A nostalgia era tanta que tirei uns dias no início do ano, precisamente os dez dias que meu notebook passou na autorizada. Eu, que estava achando difícil seguir a recomendação médica e limitar o uso do computador em quatro horas diárias, acabei ficando sem ele por quase duas semanas (razão da minha ausência do blog no mês de janeiro). Doce ironia. Pelo menos não tenho restrição quanto ao uso de e-reader, muito menos quanto ao livro de papel :)

Essas férias foram perfeitas para colocar a leitura em dia. Eu terminei 2013 na companhia de Os Garotos Corvos, da Maggie Stiefvater, e a continuação, ainda inédita em português, foi uma das primeiras leituras do ano. Uma narrativa mágica com pitadas de romance, suspense e lendas galesas. Já quero reler os dois livros, tamanha saudade desse bando.


E por falar em galeses… O que foi Princesa Mecânica? Cassandra Clare acabou comigo, mas novamente não desapontou. Eu não sabia se torcia pelo Will, pelo Jem, ou se torcia para a Tessa escolher os dois! Não imagino uma conclusão melhor para a trilogia Peças Infernais, que junto de Os Instrumentos Mortais são minhas séries favoritas. Amor a todo vapor <3

Literatura juvenil combina bem com essa época do ano, e eu tenho um carinho especial pela Trilogia do Reino, de Jennifer A. Nielsen. Eu reli O Rei Fugitivo, continuação de O Falso Príncipe, porque mal podia esperar para reencontrar esse moleque, um dos protagonistas mais sarcásticos que conheço! E porque adoro aventura medieval :)


Outra leitura de verão foi Bandeira Negra, de Oliver Bowden. Eu sou fã da franquia Assassin’s Creed, mas meu videogame também entrou de férias e parou de funcionar, então me joguei no último livro. A ação acontece tanto em terra quanto no mar das Caraíbas e o protagonista é um pirata - eu sempre tive uma queda pelo Ezio Auditore da Firenze, mas Edward Kenway está brigando pelo posto de personagem favorito, só digo isso.

Agora meu notebook está de volta e estou dedicando mais tempo ao trabalho, e lendo mais manuscritos para a editora. Mas continuo optando por livros leves e divertidos nos momentos de lazer. De férias ou não, vou deixar essa euforia da estação contagiar minhas leituras por mais alguns meses :)


E vocês, o que estão lendo nesse verão?

Nenhum comentário: