2 de set de 2013

Tons da Galera: Hora de inovar

Semana passada estive no encontro Rio Moda Discute, onde convidados de honra, como o stylist Felipe Veloso, e um dos inventores de blogs de streetstyle, Ivan Rodic, criador do Facehunter, deram início aos 3 dias de talk show.
O assunto era novas maneiras de divulgar uma coleção que não os tradicionais desfiles. É claro que para quem trabalha no meio nada substitui poder ver as roupas de perto e em movimento, mas num mundo cada vez mais globalizado, as marcas tem se esforçado em inventar novas maneiras de usar a internet como meio de marketing (e marketing quase de graça, não vamos esquecer!).
O próprio Veloso editou recentemente, e da sua própria casa, um desfile para o site de compras Farfetch, com peças de gênios como Givenchy, Margiela e McQueen. O megadesfile acontece nesta terça-feira, 03 de setembro, em São Paulo, e será exibido em telões no local.

Felipe edita os looks do conforto de sua casa
O evento também citou um desfile em 3D da Ellus com Aline Weber, exibido para convidados dos salões de moda (com direito à distribuição de óculos 3D e pipoca — que, em se tratando de mundo da moda, deve ter sido deixada de lado pela maioria) e também em cinemas do Rio e São Paulo, como um trailer de filme antes da atracão principal.
Outros convidados do evento foram Ricardo Brautigan, da Auslander , que promove festas super disputadas para exibir seus desfiles, e Fabio Delai, da Cavallaria Filmes, especializada nos Fashion Films.
Video da Cavallaria Filmes para a John John jeans


Numa era em que estamos vendo o fim das revistas em papel, Facebook, Instagram e YouTube (ou Vimeo) têm sido usados já há algum tempo e cada vez mais pelas marcas como forma de divulgar aos poucos suas coleções e reforçar seu estilo de vida, assim como o Pinterest.
E vocês? Como preferem seguir suas marcas favoritas? Ao longo do dia através de redes sociais, pelos bons e velhos (sim, velhos) blogs ou nas pré-históricas revistinhas? Vocês acham essa estratégia que as marcas tem usado boa, ou estão se sentindo saturadas com tanta informação?



Nenhum comentário: