18 de jul de 2013

CAPAS TIPOGRÁFICAS

Oi gente! 
Estou de volta aqui no blog, e dessa vez vou falar das capas tipográficas, ou seja, aquelas em que o único elemento gráfico é o próprio título do livro.
Muita gente acha que são sem-graças e básicas demais. Afinal, por que não usar uma ilustração detalhada, ou uma foto legal para expressar a ideia do livro? Mas a verdade é que a fonte do título diz muito sobre um livro, e quando bem escolhida dá uma ótima capa também.

Para provar, escolhi dois exemplos. O primeiro é nosso lançamento Will & Will, de David Levithan e John Green. Primeiro romance com temática gay a figurar na lista de mais vendidos do New York Times, o livro é igualmente hilário e profundo, e toca em várias questões que vão além da sexualidade. Tanto que até o Pastor Marco Feliciano curtiu a leitura haha.
Olha como era a capa original 
                              


 E como ficou a nossa versão:
                               
Reparem que, quando a capa é tipográfica, qualquer detalhe faz muita diferença. A disposição das letras, nesse caso, indica uma relação entre os dois personagens, e o degradê faz uma menção à bandeira gay. Tudo isso sem usar nenhuma imagem, só o tipo :) Bem legal, né?
Outro exemplo maravilhoso de uma capa tipográfica moderna é o livro de Junot Diaz É assim que você a perde, da Editora Record. Narrado por um homem latino, de paixões incontroláveis, o livro é um desabafo sobre sua incapacidade de ser fiel, mesmo com a mulher que ama. Como traduzir isso em uma capa tipográfica, sem ser minimalista? Bem, antes de responder, veja como era a capa original:
                              
Achamos que a capa parecia mais de um livro sobre Tetris, então fizemos essa:
                              

E o que acharam?

4 comentários:

Aline T.K.M. disse...

Eu gosto bastante de capas tipográficas. Juntamente com as capas ilustradas, são o tipo de capa que mais me agradam.
Por outro lado, detesto e acho cafona demais capas com fotos de pessoas, principalmente fotos de rostos, ou casais se abraçando/beijando...

Beijo! Livro Lab

Nanie Dias disse...

Eu acho capas tipográficas extremamente elegantes!

Beijos,
Nanie

Ana Resende disse...

Amei a capa do Junot Diaz (a original me incomodou justamente pela referência tetris), e a capa do Will & Will ficou tão legal! Porque, no fundo, tá tudo ali, né?
Bj grande e parabéns pela coluna :)

RLinus disse...

Obrigada gente! Fico feliz de ler o comentário de vocês e ver que gostaram do post ♥