6 de out de 2014

Tons da Galera: Brigitte Bardot, Bardot, Brigitte Beijou, Beijou....

No ultimo post comentamos sobre como a semana de moda de NY tinha trazido referências à lenda Brigitte Bardot, que completou 80 anos de idade semana passada. Mas não foi só com o vichy de Michael Kors e DVF e na saia de bolinhas flamenco de Dolce & Gabanna que BB marcou época. Na verdade, a francesa influenciou toda uma geração de mulheres, que copiavam descaradamente seu estilo livre e rebelde, um divisor de águas numa época em que as mulheres usavam cabelos curtos e roupas comportadas. Vamos relembrar então alguns dos outros maiores marcos que ela trouxe?

O Bouffant
O cabelo de BB era cobiçado por 10 entre 10 mulheres nos anos 60. Loiro, comprido, desgrenhado tipo acabei-de-sair-da-cama e cheio, MUITO cheio. BB lançou a moda do meio preso, BASTANTE desfiado no topo (conhecido aqui como bolo de noiva), nem que para isso fosse preciso apliques ou até Bombril, que as moçoilas colocavam para criar aquele volumão. Laços, chapéus de palha (BB amava uma praia), tranças e faixas largas (como do filme O Desprezo, de Jean Luc Godard) também foram usadas por ela, que com aquela cabeleira toda tinha mil e uma opções, né não? Sem nunca ligar muito para luxo e convenções, em sua autobiografia, BB afirmou até que “os cabelos são as joias de uma mulher”.

Hoje, vendem-se até objetos próprios para o bouffant como o bump-it e esponjinhas com velcro, para não arruinarmos nossas madeixas com o método antigo do pente fino e latas e latas de laquê.

O olho gatinho
Ninguém jamais usou delineador no estilo gatinho melhor que BB. Isso porque a própria atriz era descrita como sex kitten e meio felina mesmo. Essa é mais uma moda que está vivíssima até hoje. Bardot usava o olhos bem marcados e pretos, e não gostava de batom (beijoqueira que só ela, devia ser porque atrapalhava né?)

As botas
Musa dos Beatles, BB tinha um look rebelde e meio rock n’roll, e imortalizou de vez as botas acima dos joelhos, sonho de consumo de muitas de nós, usadas com minissaias justíssimas. A atriz, cantora e defensora dos animais era conhecida por ter as melhores pernas (e bumbum) do mundo, mas às vezes as cobria com as botonas em clássicos como o clipe Harley Davidson, de Serge Gainsbopurg. Uma curiosidade: a atriz tinha pavor de andar de moto, mas por Gainsbourg, seu amante na época, faz-se qualquer sacrifício né?

O biquíni
Ah... o biquíni. BB amava um sol, e não era muito chegada em usar roupas, pra falar a verdade. Tendo como um dos seus primeiros sucessos um filme chamado The Girl in the Bikini, BB não tinha pudor nenhum em andar por Cannes ou Saint Tropez com o seu, enquanto as outras cobriam-se com maiôs e morriam de inveja. Dona de uma cinturinha de 50 (sim, 50!!!) centímetros, ela tinha mais é que mostrar mesmo!

Menswear
Atualíssima com seu tempo, BB teve uma fase, a partir da segunda metade dos anos 1960, em que abraçou o estilo meanswear. Terninhos, calças, oxfords, gravatas... BB usou e virou moda, e nem assim perdia a feminilidade.

Caftãs
Já quase nos anos 70, aderindo à moda meio hippie, BB abusou dos caftãs e do conforto. Musa dos Gipsy Kings (essa moça inspirava todo mundo, gente!), ela dançava descalça na praia em volta de fogueiras cheias de balagandãs e caftãs coloridos e tocava violão. Outro estilo imitado até hoje.

Saias volumosas, calças cigarrete, blusa listrada, trench coats, meias-calças, sapatilhas...
Acredite se quiser, essas modas podem até não terem sido exatamente lançadas por Brigitte Bardot, mas certamente ela ajudou a popularizá-las. Ex-bailarina das boas, ela andava só de t-shirt e meia calça e amava sapatilhas Repetto.

Resumindo, BB inspira a todas nós até hoje, e não só por causa do estilo. Seu trabalho em prol da causa animal foi notório, e é por causa dela que muitas outras celebridades têm coragem de levantar essa bandeira hoje. Aproveitando os 80 anos da lenda, a Record lançou essa biografia para quem quer saber mais sobre o mito. Que venham mais 80, BB!

Nenhum comentário: