12 de mai de 2015

Tons da Galera: Mad Women

Chega ao final, semana que vem, a sétima e última temporada da série Mad Men, um marco na história da TV pela qualidade, pelo já mítico protagonista Don Draper, e muito, mas muito mesmo, pelos seus figurinos. A responsável por este feito é a americana Janie Bryant, que esteve aqui no Brasil no último Festival do Rio, justamente para falar sobre sua história e seu trabalho na série.


Começando no final da década de 50, Mad Men atravessa os anos 60 e termina no começo dos 70, o que deu a Janie uma ampla gama para trabalhar em cima de uma época em que padrões e conceitos mudaram tão radicalmente na América. Não apenas isso; a riqueza dos personagens e suas diferentes personalidades e estilos de vida a permitiram diversificar mesmo dentro de mesmos espaços de tempo, com a curvilínea Joan, a ambiciosa Peggy, a conservadora e mãe de família Betty, e a prafrentex Megan, essas últimas ex-esposas de Don. As personagens, junto com as inúmeras amantes de Don, viraram ícone de estilo, assim como as atrizes. Um verdadeiro fenômeno, os figurinos de Mad Men influenciaram a moda, em vez do contrário, como era comum até então. A febre do estilo anos 50 e 60 influenciou desde cores de esmaltes e maquiagens (com coleções como a da Estee Lauder, com o nome da série), a coleções de roupa como a da Banana Republic.


Megan, Rachel, Peggy e Betty. Personalidades diferentes, um homem em comum.

Jane conta que seu processo de inspiração vai desde revistas, filmes antigos e internet ao garimpo de fotos antigas (seu método favorito), brechós, feiras de antiguidade e até de seu próprio acervo familiar e de amigos. Para compor os looks ela teve carta branca do criador Matthew Weiner para comprar em lojas vintage de Los Angeles, alugar peças do acervo de outros estúdios e até criar e mandar fazer suas próprias roupas. O trabalho de Janie é tão meticuloso que até as roupas íntimas usadas pelos personagens foram feitas seguindo os padrões de modelagem da época, incluindo cintas para as mulheres e calças de cintura alta para os homens.


O perfeccionismo de Janie em ação nas lingeries e camisolas de Betty, Joan e Trudy.

Mad Men rendeu diversos prêmios e indicações à figurinista, que já tinha alguns em casa por seu trabalho na série Deadwood, e apesar da tristeza ser geral pelo fim do eye candy semanal que Janie proporciona, a morena de olhos azuis não pretende parar: está lançando uma linha de meias calças modeladoras e tem planos com sapatos e  acessórios, além de querer fazer trabalhos com estilo contemporâneo. Alguém duvida de que vá dar certo?


Janie no acervo do set e um de seus croquis transformados em realidade.

Nenhum comentário: