17 de abr de 2015

Papos de sexta: Sem compromisso


Tita: “Frini, minhas amigas me acusam de infidelidade literária, e o pior — ou melhor, depende do ponto de vista :) — é que elas têm razão”.

Frini: “Tita, #tamojunto. Na vida fora das páginas, nosso coração pertence a um só, mas dentro delas, tem sempre espaço pra mais um, ou dois, ou vinte!”

Tita costumava ser fiel aos seus heróis. Jace Wayland, por exemplo, foi amor à primeira leitura, e manteve-se fiel livro após livro, mesmo quando foi apresentada a um certo galês de olhos azuis: “Não vou negar, meu coração balançou por Will Herondale e por muitos outros. Mas eles eram as variáveis, enquanto que Jace era uma constante na minha vida literária”.

Já Frini nunca entendeu essa coisa de fidelidade quando o assunto é personagem: “Sou apaixonada por tantos personagens que até perdi a conta! Como escolher só um dos Garotos Corvos ou um dos irmãos Salvatore? E pra quê?”

O mais engraçado é que Frini não suporta Jace (para a felicidade de Tita), mas também tem uma queda por Will. Vai entender!

Tudo muito bem. Tudo muito lindo. Mas com uma pequena pedra no caminho: a diferença de idade entre personagens e leitoras apaixonadas. “Jace tinha apenas 17 anos, e eu já tinha passado da adolescência fazia tempo. A diferença de idade pesou, e senti que era hora de me envolver com personagens mais maduros. Foi assim que eu conheci o new adult e o Travis Maddox, Will Cooper, Lucas Maxfield, Noah Hutchins, Ryan Stone, Rafael Ferraz, Dean Holder, Trent Maddox, Tyler Mann, Bernardo Albuquerque, Graham Douglas, Isaiah Walker, Thomas Maddox… A lista é longa, então vou parar por aqui”, explica Tita.

“E como é longa essa lista! Já pensei em vários outros! (risos) Concordo com a Tita. Não é que a diferença de idade seja uma complicação, porque quando lemos, podemos ter a idade que quisermos, sermos quem quisermos. Mas esse gap de anos resulta também em um gap de experiência, o que nos faz buscar algo além. No melhor estilo ‘não é você, sou eu’, sabe? Mas mesmo assim, uma vez apaixonada por um personagem, sempre apaixonada por ele”, divaga, Frini.
Tem leitor que briga por exclusividade dos personagens favoritos, mas as duas colunistas da Galera dizem ter superado essa fase. O lance delas é pular de página em página e se apaixonar de livro em livro. Sem compromisso ;)

Se você é do Rio de Janeiro, que tal bater um papo com essas duas figuras no sábado, 28 de abril? O Clube do Livro Saraiva fez uma parceria com o Grupo Editorial Record para abordar o tema New Adult na edição do evento. E a Saraiva do Shopping Rio Sul vai ficar pequena para tanto leitor apaixonado e personagem apaixonante. Não perca!


Se você não é do Rio, fica ligado na página do Grupo Editorial Record para saber quando será o evento New Adult na sua cidade.

3 comentários:

Érika Marques disse...

Muito legal o texto! Também sofro pelo mal de me apaixonar pelos personagens, ainda não li todos citados, mas um deles tem um espaço especial no meu coração: Lucas! <3 É muito amor por Easy/Breakable! Amanhã estarei no CDL, não dá para perder! Beijo!

V. disse...

O que fazer? Não tem como resistir, e eu posso me perdoar por não conseguir escolher um só. Todos eles se completam e me completam. Fim. <3

Raffafust disse...

Oi Meninas

Comentando com atraso /o\
amei o evento, me diverti muito! E a Saraiva bombou, muitos fãs dos personagens assim como vocês <3!
Eu não consegui ler todos ainda mas super entendo a paixão por cada um deles.

Vocês arrasaram, tanto aqui quanto no evento.

Bjos imensos para as duas!