31 de mai de 2013

Papos de sexta: Cassandra Clare, o que você fez comigo?, por Pâmela Gonçales

Cada livro seu abre um buraco no meu coração. Por acaso você faz coleção de corações em pedacinhos?

Há vários dias que terminei de ler Príncipe Mecânico, mas durante todo esse tempo não consegui diminuir a dor pelo sofrimento dos personagens. Esse foi especial, o mais especial de todos até agora. Parece tão real, tão perto de mim. Como você consegue fazer isso? Eu não te dei permissão para ir tão longe, ou melhor, tão perto. Ou dei? Talvez eu tenha ficado tão fascinada que nem percebi. Não notei que permiti me envolver.

Gostaria de descobrir o seu poder. Sem dúvidas, você deve ter algum dom parecido com o da Clary, mas no lugar das marcas, você produz explosões de sentimentos por meio de palavras. Essa é a única explicação.



Falando em marcas, você me ajudou, sabia? De certa forma as marcas tão especiais para os Caçadores de Sombras estão sendo utilizadas por nós, meros mundanos. É claro que não temos uma estela para desenhá-las, e nem mesmo seríamos capazes de receber esses desenhos em nossa pele, mas existe outra maneira. Caçadores de Sombras precisam desse poder imediato e com toda a força que for possível, afinal, o perigo deles é muito maior. Eles nos protegem. Nós só precisamos do necessário para dar um empurrãozinho. Suas marcas não estão em nossa pele, mas adquirimos um pouco dos seus poderes através da leitura de seus livros.

Estou contando e implorando para os dias passarem rápido até o lançamento de Cidade das Almas Perdidas e Princesa Mecânica. Ambos são extremamente necessários depois do que aconteceu em Cidade dos Anjos Caídos e Príncipe Mecânico. O que não os impedem de ser ainda mais explosivos e chocantes. Confesso que estou com medo. Morrendo de medo do que está por vir. Acho que nunca tive tanto medo de ler a sequência de uma série. Talvez seja o meu sexto sentido já garantindo que as coisas não serão boas? Que não caminham para um lugar feliz? Ah, Cassandra Clare, o que você fez comigo? Eu já fui mais otimista, sabia? Mas depois de você, eu não tenho o direito de ser. Se eu não preparar o meu coração, com certeza a dor será ainda maior.


Eu não estou reclamando, pode ter certeza. Eu sentia falta de histórias assim. Mesmo que resulte em sofrimento, esse sofrimento só veio porque houve identificação de verdade. Obrigada por tudo.

7 comentários:

Anônimo disse...

Nossa, a Pam falou tudo gente! Cassandra Clare acalenta e destrói nossos corações ao mesmo tempo.Confesso que já li o último livro da série as peças infernais e se príncipe mecânico já fez isso,Princesa Mecânica multiplica por 100 rs um dos livros mais lindos e emocionantes que li ultimamente( Amei demais!).Gosto muito de Instrumentos Mortais, mas As Peças Infernais é um trabalho brilhante da Cassie. Tenho grande paixão pela história e personagens. Estou loucamente ansiosa já pela pré-venda de princesa mecânica!!

Heloísa disse...

É impossível ler Cassandra Clare e não ter seu coração partido em milhares de pedacinhos.

Sara disse...

Sou super fã da Cassie!
É maravilhoso ver que não sou a única que sente tudo isso com os livros da Cassandra. Eu acredito que este foi o post mais lindo que já li sobre estes livros.
Tenho medo de Cidade das Almas Perdidas e do fim de As Peças Infernais(ainda nem li o segundo volume!), eu vi alguns spoilers e sei que vai partir meu coração em cubos.

Que o Anjo nos ajude! Fortes emoções no horizonte! Aguenta coração.

Amei o post Pam!

Juh** disse...

Que post lindo Pâm!
Ainda não li esse livro (é o próximo), mas já estou me preparando para ele. Cassandra Clare gosta mesmo de esmagar os nossos corações!

Beijos
Livros e blablablá

Juh** disse...

Que post lindo Pâm!
Ainda não li esse livro (é o próximo), mas já estou me preparando para ele. Cassandra Clare gosta mesmo de esmagar os nossos corações!

Beijos
Livros e blablablá

Samuel Rodrigues disse...

Ai Meu Deus!Eu terminei hoje de ler principe mecânico e também estou surtando.o que foi que cassandra clare fez na minha vidaaa...

Meu Blog:www.thecrazypotter.blogspot.com

Wilgner Moraes disse...

Os livro da Cassandra são exatamente assim! Fazem seu coração em pedaços :/