6 de ago de 2012

Galera Pop - TV e (muito) chá!

Que as séries americanas são sucesso de público a gente sabe. Mas muitas vezes perdemos a chance de assistir muita coisa incrível simplesmente por não sabermos da existência delas. Tem muita série boa além das telinhas dos States. E hoje as minhas escolhidas são as séries britânicas

Eu poderia começar indicando Misfits e Skins, só que todo mundo já conhece hahahaha. Os seriados from UK costumam ser mais "vida real" que os americanos. Eles tentam mostrar a vida como ela é. Aquela aura fantasiosa mostrada na tv americana fica bem longe, algumas vezes são tão tragicamente realistas que parecem até teatrais. Mas gente, o que é a nossa vida se não uma coleção de amores, alegrias e tragédias?!  Eu sou superfã da televisão britânica e assistir um pouco do cotidiano em meu país do coração também não faz mal rs

As séries do Reino Unido vão muito além de Doctor Who e adaptações da obra da Jane Austen. Mas como a maioria não tem uma superaudiência, não ouvimos muito falar por aqui.

Fresh Meat
Vod, Oregon, Josie, Kingsley, JP e Howard
A série do Channel 4 é sobre um grupo de recém chegados na Manchester Medlock University que vão dividir a mesma casa (lixo). Alguns vão parar lá por falta de vaga em lugar melhor e outros por falta de grana mesmo. Só a ideia de assistir a vida de universitários britânicos já me empolga (eu vou ser um deles! Nem que eu tenha 25 anos) e os personagens são criaturas maravilhosas, porque a gente se apega logo de cara... Moram na casa, Josie (Kimberley Nixon), uma pseudomoralista que se faz de boa moça, mas na verdade é uma %¨$¨&*@! que destrói o coração do Kingsley (Joe Thomas), um moço ingênuo e inseguro, mas muito fofo, daqueles que você quer levar pra casa e cuidar pra sempre. JP (Jack Whitehall), o oposto do Kingsley, aquele tipinho de rico mimado e nojento que a gente tem de manter a distância!! Oregon (Charlotte Ritchie), que veio do interior e tem uma família rica, mas faz de tudo pra esconder isso e parecer super cool, tenta agradar os outros como pode, principalmente a Vod (Zawe Ashton). A criatura não liga pra nada além de beber e fumar tudo que vê pela frente. E claro, Howard (Greg McHugh), que mora na casa há sei lá quanto tempo e não tem a menor intenção de ir embora de lá e nem da universidade.
O elenco tem muitos atores britânicos da nova geração. Se você assiste filmes/séries de lá com certeza já viu algum. A Kimberly Nixon esteve em Cherry Bomb com o Rupert Grint e, também, em Wild Child, Bons Costumes e Angus, Thongs and Perfect Snogging (vergonha, mas eu gosto muito desse filme lol). Já Joe Thomas fez The Inbetweeners, uma série que eu era apaixonada, mas infelizmente foi cancelada depois da terceira temporada e um filme (agora estão fazendo uma versão americana, mas eu estou com muita raiva dela pra comentar). GENTE, agora tenho que contar pra vocês uma coisa, eu posso JURAR que vi o Joe uma vez no metrô de Londres, eu tenho certeza que era ele! Não tem como não ser sabe? Era ele! E se minha amiga jura que viu a Emma Thompsom uma vez, porque que o Joe Thomas não poderia estar ali, não é mesmo? E todo mundo, menos a família real, anda de metrô em Londres. E para a alegria geral das nações, a série já foi renovada para a segunda temporada. 

True Love
Imagine Simplesmente Amor dividido nos episódios de uma série. Adicione um pouco mais de drama. Imaginou? True Love é mais ou menos assim. Cada episódio tem o foco em um personagem e o mais interessante é que são os atores que criam os próprios diálogos. Super, não? Eles recebem a história do seu personagem e os diálogos são criados no improviso, na hora de gravar. Diferente. É bom ver uma coisa fora do feijão com arroz de sempre.
Ah, não posso deixar de citar o elenco riqueza: David Tennant, o mais amado dos Doctors, a Billie Piper que também esteve em Doctor Who, mas eu a conheço de Secret Diary of a Call Girl e Kaya Scodelario, a Effie de Skins

Parents
No dia da estreia da série postei no facebook do meu blog (visitem! :*) essa foto aí de cima. Alguém comentou que parecia Modern Family. Bom, não tem como negar que a foto é bem parecida com essa aqui, mas não é o caso de ser uma versão britânica de MF. A história apresenta o casal Jenny e Nick que, depois de terem perdido todas suas economias em um negócio malsucedido, vão morar com seus filhos Becky e Sam, na casa dos pais de Jenny. Série família e conflito de gerações? FUN!

E se quiser mais um motivo para ver as séries britânicas aí vai: a maioria tem de 6 a 10 episódios, o que é uma boa, se você está sem tempo para encarar a maratona de 24 episódios por temporada das séries dos Estados Unidos.

Cheers, mate!
Nanda
________________________________________________________________________



Meu nome é Fernanda, mas podem me chamar de Nanda. Tenho (quase) 22 anos, mas juro que pareço ter 16. Estudo jornalismo porque depois de assistir Smallville, decidi que queria ser a Chloe. Sou apaixonada por cultura pop, e fiquei um bom tempo tentando decidir se gostava mais de ler, ver séries ou filmes. Acabei decidindo que tanto faz. Eu gosto de todos! (Mas acho que ter 32 séries na minha watch list responde essa dúvida).

6 comentários:

Vitor souza disse...

Esse jeito real e cru da maioria das séries inglesas é o meu maior problema com elas! Mas sempre q dou uma segunda chance n me arrependo. Fresh meat eu vi o piloto,mas n gostei muito. TL eu fiquei preguiça de ver, mas se tá dizendo q é boa... E parents preciso ver! Parece divertida

Nil Macedo disse...

Achei bacana falarem sobre as séries britânicas. É bom divulgar o que é bom.
Gostei de True Love e Parents, vou tentar descobrir onde passa e ver se consigo assistir.
Aliás, se você quer ir para a Inglaterra, esforce-se porque vale à pena.

bjs,.

http://booksandmuchmore.blogspot.com

Daiane disse...

Vou começar a assistir Fresh Meat e Parents! ainda bem que tenho você pra indicar as coisas boas do UK :D
TODO MUNDO USA O TUBE HAHAHAHH muito amor pra um lugar só <3

Nanda Grubstick disse...

Vitor, mas isso que é mais legal nas séries britânicas *-* Eu acho que Skins, por exemplo, é exagerado. Mas se pensar bem as vezes a vida de muita gente é daquele jeito mesmo. A gente que não vê. Parents é ótimo :) assista!

Nanda Grubstick disse...

Nil, com certeza! Vale super a pena ir pra Inglaterra, gosto tanto de lá <3 que saudades!! Estou fazendo o possível pra estudar na Central Saint Martins.

Nanda Grubstick disse...

Daiane! FRESH MEAT É O MÁXIMO!! E Parents também é bem legal :D Vale a pena viu :D
TODO MUNDO USA O TUBE <3 uahsuhau (menos a rainha)