25 de mar de 2013

Todos querem Cara


Terminadas as semanas de moda de NY, Londres, Milão e Paris, algo em comum em todos os quatro eventos chamou a atenção de seus frequentadores e, bem, qualquer um que tenha acompanhado as coberturas pela internet. Não, não foi a onipresença de casacos volumosos tipo casulo, nem do preto e branco juntos, nem dos cinquenta tons de rosa, tampouco das tendências contrastantes de maquiagem ora estilo não-estou-usando-make, ora sombra-azul-não-é-mais-sinônimo-de-brega. Então estou falando das blogueiras-it-girls competindo para ver quem vai aparecer mais ou ser fotografada pelo Sartorialist, certo? Errado. Quem marcou mesmo 99,99% das passarelas mais disputadas do mundo foi a modelo inglesa Cara Delevingne.


As duas faces de Cara, a Estranha.

Aos 20 anos, Cara tem sido chamada de “a nova Kate Moss” (não é pra tanto, mas OK), porém com um quê de Gisele no jeito alegre e meio goofy de se comportar nos bastidores de desfiles. É claro que as sobrancelhas grossas e escuras (super in, aliás), não atrapalham. Cara consegue ser ao mesmo tempo blasé e acessível ao não se levar tanto a sério. De que outra maneira, afinal, alguém nesse mundo conseguiria ser sexy e super fashion dançando o Harlem Shake?




-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------



Alda Lima começou a respirar moda ainda na barriga da mãe, que viajava a trabalho para pesquisar e comprar as últimas tendências. Formada em Cenografia, hoje trabalha com Visual Merchandising e Produção de Moda numa grife carioca. Nas horas vagas traduz para a Record, vê séries e filmes, e e alimenta os vícios no Pinterest e em cheesecake.

Nenhum comentário: