25 de mai de 2012

Papos de sexta: A arte do desapego, por Rafaella Fustagno

Um grupo do mundo literário carioca tem se reunido para trocar e vender seus livros. Quando fui convidada da primeira vez estava viajando e não pude comparecer, mas soube que havia sido um sucesso e muita gente tinha saído feliz com suas novas aquisições ou com seu dinheirinho para fazer novas compras na livraria mais próxima.

Com  próximo encontro marcado para o mês que vem resolvi fazer uma arrumação na estante  e tive a brilhante ideia de pedir ajuda a minha mãe, ela que nunca entendeu porque preciso manter tantos livros depois de lidos. Ao pegar uma pilha e limpar alguns, e separar outros para troca ou venda rolou a conversa abaixo:

— Esses aqui ó, você pode vender todos, porque tem em inglês e em português, escolhe um idioma e vende os outros, estão novinhos! — disse minha mãe que nunca entendeu a necessidade de ter o mesmo livro em mais de um idioma

— Mãe, tá doida? De jeito nenhum... Eu preciso dele nos dois idiomas porque amo demais entende?

Ela completou com outro livro na mão:
— Então esse aqui, é o mesmo livro só que pelo jeito você deve ter ganho dois iguais porque tem só capas diferentes!

Respirei fundo: “Ai, mãe, nunca vou trocar esse! Olha a diferença nas capas!! Uma mais linda que a outra e a história é maravilhosa não tem como me desfazer de nenhum!”

Ela virou de costas e achou que eu não havia ouvido, mas ouvi ela murmurando: “Eu hein, se a história é a mesma, então para que ter três?? Só para acumular mais poeira e me dar trabalho...”

Com muito custo, confesso, consegui separar uns 20 livros, entre exemplares que comprei e não gostei muito ou entre livros que ganhei em promoções e certamente vou levar séculos para ler.

Eu estava feliz por ter separado “tantos” livros no meio de centenas, mas minha mãe não.

“Eu acho que você podia separar muitos mais, não tem espaço para mais nada nesse quarto. Qualquer dia não tem mais roupas nesse armário e você vai vestir livros para ir trabalhar!”

Ah, como seria bom se ela entendesse que cada história daquelas é especial para mim, que não consigo nem imaginar meu quarto sem elas em todos os lugares... Mas entendo que preciso praticar a arte do desapego, que nem todos aqueles livros lerei de novo, que com meus autores preferidos lançando livro a toda hora fica impossível manter os deles e mais outros de novos autores em uma espaço só. Também resolvi apelar para o lado bom de minha alma bookaholic. Imaginei que aquelas histórias tem que ser divididas com outras pessoas que às vezes vão gostar mais delas do que eu.

Com os livros separados para o encontro e anunciados no Facebook do grupo — boa parte já foi reservado em dois dias! — estou pronta para o primeiro passo do que chamei carinhosamente de “Programa do Desapego”, lá no fundo sei que isso é necessário para que continue tendo espaço para todos os lançamentos que me interessam. Mas ainda dói, e só quem é como eu entende... é como se uma parte de você fosse embora... Já peguei alguns mais de duas vezes e pensei : “Vou tirar da lista”, mas aí vi que minha amiga tá toda animada esperando o dia para buscar comigo e pensei melhor... é difícil mas temos que conseguir.
E depois, respondendo a pergunta de minha mãe que ficou curiosa com o que vou fazer com o dinheiro, estou louca para receber de todo mundo e sair feliz para a livraria mais próxima... Afinal, preciso alimentar minha estante. Ok,  de frente para o olhar de reprovação de minha mãe disse: “Uma parte vai para novos livros... e outra... vai para o ingresso do cinema, vou ver aquela adaptação maravilhosa do livro que amo e que estreia na mesma semana do encontro.”

Lógico que minha mãe riu, balançou a cabeça e completou: “É, não tem jeito, vão sair vinte e você vai voltar com trinta!”

Agora sim, finalmente, ela me entende :)

27 comentários:

Evellyn disse...

Ahhh querida raffa!
Te entendo muito... Sabe que com essa nova troca/venda eu ate pensei em fazer o mesmo.. Afinal, tem livros que li e nem sei se ameeei a ponto de reler algum dia (na verdade, é tanta coisa pra ler que sei q não vou reler um livro tão cedo) e tb estou sem espaço nenhum da estante.. Mas aí olho pra eles, lembro dos momentos que passamos juntos e penso com carinho.. Como me defazer deles? rs
O pior é que preciso me desapegar pra dar espaço aos novos... Ninguem na minha familia entende pq tenho uma estante no quarto lotada de livros!

Hahah sua mãe esta certa! Mas só quem é bw entende! rs

bjsss

Marry disse...

Rafa, minha amada mãe é do mesmo jeitinho da sua! rsrsr...
Mas eu ainda estou trabalhando o meu psicológico... Não estou preparada para me desapegar!
Amei o post!

Bjks
Marry
http://asaventurasdeumabookaholic.blogspot.com.br

Vivi disse...

Hahahahaha, exatamente assim! Meus parabéns Rafa, eu nunca conseguiria me desfazer dos meus fofuchos.
Acho que é coisa de Bookaholic mesmo, pq ou você pensa nos livros que vai comprar ou na próxima adaptação de livro no cinema... só quem vive esse drama entende.

Bjuuu

Vivi
Empório dos Livros

Gabi Lima disse...

Adorei!
A arte do desapego é realmente difícil. Eu sou louca pelos meus livros e finalmente comprei uma estante para colocar todos, pois daqui a pouco farei como a sua mãe disse: Vou vestir livros. rsrrs
Estou participando da feirinha também, mas só consegui colocar dois livros para vender os quais tenho repetidos aqui em casa. Estou pensando em colocar mais alguns, mas dá uma dor no coração só de pensar em ficar longe deles...
Mas é sempre bom arrumar mais espaço para os livros novos, né? rsrs
Minha mãe não aguenta mais ver tantos livros. Sempre me pergunta se eu não prefiro comprar roupas ao invés de livros. rsrrsrs

Bjs
Gabi Lima

lilian disse...

HAHHAHHHHAHhahAHA
é difícil desapegar, mas tem livros q não dá para ler novamente. Junta poeira d+........... e sempre precisamos de mais espaço.Eu começei esse processo de desapego, só estou deixando os que mais gosto para dar espaço para os que virão. :)

Eu entendo você, no começo é difícl mesmo.

Bianca disse...

Adorei. Agora vc tem q fazer um post contando seus segredo de como guardar tudo isso amiga.

Mica disse...

Eu ainda não consegui me desapegar dos livros. As vezes quero que alguém leia um livro que eu amei e chego a comprar para emprestar para a pessoa só para não me desfazer do meu. Atualmente meu armário também tem mais livros que roupas...socorro!!!

Dandra disse...

Desapego é uma das coisas mais difíceis, e com os livros então...

Adoro o jeito como vc escreve :*

Anônimo disse...

Raffa,

Tem que DESAPEGAR! E aproveita pra guardar esse lucro! Deixa de gastar mulheeer! hahaha

Beijos
Aimee

Steh disse...

chorei :~~~~

Paty disse...

Não consigo! Não adianta! Não dou, não troco, não vendo... rsrs
Não consigo me desapegar de meus livros. Gosto deles todos ali!!! Quero é mais!!! rsrs :)

Raquel Miranda disse...

Eu ri, confesso!rsrsrs
Acho lindo estantes recheadas com leituras encantadoras, "aquela ali me fez chorar, com aquela outra aprendi isso, aquele me deu horas de riso..."
É realmente triste você olhar sua estante e pensar "lerei esse novamente?" mas acredite, uma coisa que aprendi a muito tempo com minha mãe que no meu caso sempre parece ser verdade: Se você abre mão de uma coisa outra virá, e esta lhe levará a uma nova aventura.
Além do mais outras pessoas também precisam se emocionar, e tem aquela amiga que não entende o seu amor por livros mais ela matou um mosquito na página do capítulo 14 do seu livro, e quando você diz "pode ficar" ela fica muito feliz até mesmo com o pobre mosquitinho. Permita que outras pessoas também se emocione.
Também preciso dar uma olhada na minha estante rsrsr beijinhos
Att Raquel Miranda - @quelmira

Juh** disse...

Somos todas assim né Rafa?
No meu caso é meu marido que fica tentando entender o motivo de guardar tantos livros hehehe. No entanto, concordo que devemos sim nos desapegar e abrir espaço para novas aventuras que ainda virão! Mas que é difícil é!

Beijos ;)

Elaine Maciel disse...

Muito engraçada a historia. Este desapego é tão dificil, né?
Eu resolvi que precisava de uma estante porque o armario não cabia mais nada. Eis que a estante chega e os livros não cabem "todos" nela.
Resultado, ainda continuo precisando de uma estante rs, da segunda.

bjs

Ana disse...

Raffa!
Vc sabe tudo garota! É cada dia mais complicado fazer caber mais livros na nossa estante aqui de casa... Mas só q a diferença aqui é q aprendi a arte do apego com minha mãe desde muito cedo, se não fosse assim não teríamos nossa "pequena" coleção de mais d 3500 livros... Nunca consegui fazer esse tipo d coisa como separar para venda... Tenho ciúmes até d emprestar! Hahaha...
Parabén, a coluna ficou ótima!!!!

Thainá Cristina de França Paulo disse...

Rafa li litros aqui agora com sua mãe, Igualzinha a minha!

A arte do desapego realmente é algo difícil. Tenho muitos livros e dvds, depois de lidos e assistidos dificilmente volto a revê-los de novo. Mas quem disse que dou ou vendo? NUNQUINHA!! São meus filhinhos e ninguém mete a mão. =]

Igor disse...

Claro q eu li. So nao tinha escrito. Agora to escrevendo. E a proposito, concordo com sua mae. hauauha
Bjao

Lygia Netto disse...

HAHHAA...comentário EPICWIN da sua mammys.. "Qualquer dia não tem mais roupas nesse armário e você vai vestir livros para ir trabalhar!"...muito bom! xD

Entendo TOTAL o sentimento...na primeira vez, vendi alguns e voltei com quase o mesmo número que vendi, hahaha...dessa vez n consegui separar nenhum! =X

Ótima coluna, Raffa! As suas são mt divertidas! \o/
Beijossss!!! <3

Camila Leite disse...

É muito difícil o que você fez Raffa, minha mãe já cansou de tanto implorar para que eu me desapegue desses livros.
A verdade é que quem não lê, (digo, quem não é viciada como nós) não entende o porque de ser tão importante termos o mesmo livro com várias capas na estante.
A verdade é que esse amor incondicional pode ser comparado a qualquer outro vício, a diferença é que o nosso é 'saudável'. Adorei amiga o texto e parabéns, você é meu orgulho... rs
Beijos

Camila Leite
@sonhospontinhos
http://sonhosentrepontinhos.com

Raffafust disse...

Pessoal

Muito obrigada pelos comentário, muito bom saber que não sou " a louca" que tem cordão umbilical eterno com meus livros. hahahah
Apesar de não terem sido citados, eu também tenho um sério problema em me desapegar de cds e dvds...esse ano vendi alguns cds e quase chorei 1 semana....hahahah Vai entender!
Mas como disse..preciso de espaço!

Bjão para todo mundo!!

Juliana disse...

Eu amo meus livrinhos de paixão. Uns mais outros menos. Meu grande problema é conseguir um preço que eu ache justo sobre eles. Eu os amo tanto que fica difícil me desapegar assim facilmente. Minha mãe já desistiu de me fazer passá-los adiante. Estamos na fase do "se vira com o espaço que você tem"

Ingryd Lessa disse...

Hahahahaah rachei de rir aqui Raffa! Bem a tua cara mesmo esse post!

Olha, eu não me identifico tanto porque não leio em inglês e nem tenho o mesmo livro com capas diferentes. Mas concordo demais que é dificílimo desapegar dos nossos bebês. Já não tenho mais espaço n quarto, tenho livro aqui que eu acho que não vou conseguir ler tão cedo mas quem se importa? São meus e pronto! hehehe

Sair vinte e voltar com trinta é a boa da feirinha!!! Acho que nesta vou poder ir também, mas ainda não reservei nenhum. Vou ver lá no evento se algo me atrai. :)

Grande beijo!

Lizzie disse...

Rafaella, eu te entendo muito bem. Amo livros e tinha essa mania de acumulá-los, mesmo quando a leitura era chata. Mas quando eu passei a trocar alguns pelo Skoob, não deu para parar mais. Consigo mais espaço na minha estante - que é lotada - economizo um monte de dinheiro, e fico alegre por saber que outros lerão aquilo que eu também li.eu sou o total oposto de você! XDD

Vivi Maurey disse...

UAhahahahahahahahaaa ok ok, eu te entendo mulé! ;) Só que meu problema não é nem esse não. Apesar de saber que vou sofrer quando a hora chegar. Meu problema mesmo é me organizar para separar os livros que eu poderia trocar ou vender. Sei lá... tá difícil parar pra ver isso. É só questão de organização, eu sei, mas tá compls.

Adorei a coluna. ;)

FORÇA QUE VC CONSEGUE!

Anônimo disse...

Nossa adorei este post! Perfeito como sempre, né dona Raffa!! Rs

O pior é que você é assim mesmo! Eu te vi dialogando com a sua mãe, que alias, è uma fofa!

Eu sou desapegada para muuuuuitos livros! Mas tem uns que marcam demais e não consigo me separar!

To precisando urgente arrumar toda a estante e separar alguns livros para o momento desapego!

Adorei sua coluna e ri muito!

Bjks envenenadas!!

EricaMarts disse...

Eu guardava livros no meu guarda-roupa porque não tinha mais espaço e nem tenho uma estante. Era um drama pra minha mãe. Depois que mudei os livros quando consegui um novo lugar (as roupas agora tem espaço!)tudo ficou melhor, haha
Realmente eu preciso fazer uma revista pra ver que livros posso me desapegar. Te entendo, eu não conseguirei me livrar de todos os meus livros. Gostei da ideia da feirinha mas infelizmente é muito longe pra eu ir. Vou ver se consigo trocar no skoob mesmo.

----Leituras & Fofuras----
www.leiturasefofuras.com.br

Renata disse...

Eu me identifiquei horrores com esse post. Gente, que coisa difícil desapegar! Pior, depois sempre bate um "poxa, vendi aquele livro!", rs. Uma tristeza. Mas do jeito que as coisas andam, daqui a pouco eu vou ter que sair do quarto para os meus livros ficarem...

Lógico que vc é um caso a parte, né?1 Imagino você com 3 livros iguais, mas com capas diferentes e um em inglês, rs. Morrendo de rir aqui!


Ótimo post!

Beijocas