6 de jan de 2012

Papos de sexta: Por que o plágio deveria ser considerado um pecado capital, por Frini Georgakopoulos

Esta é a primeira coluna do ano e eu queria começar abordando um tema positivo e inspirador. Então decidi escrever sobre plágio. Como algo tão repugnante pode ser positivo? Calma que eu explico.

Quando somos adolescentes é normal usarmos roupas iguais as das nossas amigas, curtir as mesmas músicas, falar as mesmas gírias. Geralmente, essas tendências são lançadas pela “Abelha Rainha” do grupo e seguidas por todos que querem se enturmar. Isso pode ser considerado plágio de estilo? Não. É uma época em que você está formando o caráter, descobrindo o que gosta e o que não curte e é perfeitamente normal seguir algumas ondas até encontrar a sua. Já quando isso acontece depois dos vinte e muito, é falta de personalidade e de vergonha na cara mesmo! (risos).

Continuando, plágio, por definição é “apresentação feita por alguém, como de sua própria autoria, de trabalho, obra intelectual de outrem" e, na minha opinião, deveria ser considerado um pecado capital. Uma vez que ele é cometido por pessoas preguiçosas, invejosas, que cobiçam o que não lhes  pertence, que o fazem só por vaidade (já que querem o crédito que não é seu por direito) e por inspirar muita ira, nada mais justo ser considerado um pecado, não acham?


Acredito que nada me enoje tanto quanto sofrer plágio. Você trabalha, se dedica, cria e lapida, para outro chegar, substituir o seu nome e querer levar o crédito. NO WAY! Quando eu escrevo, por mais light que seja o trabalho – fan fiction* ou post em blog, por exemplo -, é um pedacinho meu que vai ali, é minha criação, minha opinião, que, ao menos para mim, é considerada de grande valia. Então plagiar isso é uma violação, é um crime aos meus olhos! Já sofri plágio com uma fan fiction minha, mas, graças a Deus e a internet, uma amiga me avisou e eu ... bem, eu tomei as providências cabíveis *insira gargalhada maléfica aqui*. 

Por quê o plágio é um assunto positivo para ser comentado no início do ano, Frini? Porque a maneira de você evitá-lo ou minimizá-lo é mostrar ao mundo o seu trabalho e assinar embaixo! Por isso, em 2012 e sempre, escrevam textos que reflitam o seu jeito, a sua opinião, tenham orgulho deles, assinem e publiquem, mesmo que seja no seu blog. Produzam! Não deixem 2012 passar em branco, mas, desde já, coloquem a sua marca nele. Se inspirar por meio da criação de outras pessoas é normal e saudável, mas se apoderar desta criação, não. Tenham confiança em si e vivam um ano autêntico! 


*Atenção ao escreverem fan fictions: SEMPRE usem disclaimer e dêem crédito aos personagens e elementos que você pegou emprestado do autor. A trama, narrativa e personagens originais podem ser seus, mas o resto não é. Honrem e respeitem quem os criou, já que está é a mesma pessoa que te inspirou a escrever. Dêem crédito ou vocês estarão cometendo plágio. E aí ... já viu!

10 comentários:

Raffafust disse...

Frini,

Transmissão de pensamento é pouco...hoje mesmo no trabalho estava publicando meus artigos porque alguém os estava usando e "deixando a entender" que era dessa pessoa! Aff dá muito ódio!
Bem...no mundo de blogs também já tive uma 'fofa'( e aqui vai todo meu sarcasmo) que na semana seguinte ao post que fiz publicou um texto MUITO parecido...coincidências existem..mas nesse caso foi falta de vergonha na cara mesmo...mas deixa para lá...minha mãe me ensinou que só se copia o que faz sucesso então prefiro ver que escrevi bem e inspirei a dita cuja ;)
Que 2012 sirva de inspiração para todas nós e que não façamos com os outros o que não desejamos que seja feito com a gente ;) #fikdik

Bjos sua linda
Feliz 2012!

Camila disse...

Gostei muito do post, mas sou obrigada a discordar em certo ponto! Não é só o plágio (usar criação de outro como sua) que é absurdo, mas qualquer tipo de violação de direito autoral!
E me desculpem quem se sentir ofendido, mas FanFic é SIM uma violação de direito autoral! Não é porque você menciona quem é o autor e criador dos personagens que você está isento de críticas! Por acaso as pessoas tem autorização para usar os personagens de outras pessoas nas suas histórias?? Duvido! Isso é se apoderar da criação de outra pessoa, fazer alterações na história que o verdadeiro autor nunca desejou e ainda usar como desculpa o fato de ser fã da obra!
Como será que o Autor se sente ao ver seus personagens viverem situações contrárias aquilo que ele imaginou? Prestigiado? Acho que não! Usurpado seria melhor!
Quer ser escritor, crie seu próprio personagem, crie sua própria trama.
Se vamos transformar o plágio em pecado capital, vamos incluir nisso toda e qualquer forma de violação do direito autoral, o que acham??

Faby - Adoro Romances de Aracaju. disse...

Infelizmente estamos vendo a cada dia que passa mais casos de ''roubo'' de post, já passei por isso e fiquei muito triste, pois além de fazer isso a pessoa ainda se achou no direito de criticar a minha reação, pois realmente demonstrei que não gostei.
Mas isso pra mim é coisa de gente sem criatividade, que precisa das ideias dos outros para ter comentários.

Pena mesmo!


Faby - Adoro Romances de Aracaju

Vivi Maurey disse...

Ih, Frini, acho que na próxima coluna é melhor vc explicar sobre fanfics, rs. ;) Para ficar claro o que significa, como funciona e como os autores se sentem em relação a isso. ;)

AMEI o texto. Já tive uma resenha 'roubada' e já tive essa ira da qual se referiu, e sei muito bem como é, mas enfim. O jeito é tomar as providências cabíveis mesmo e seguir em frente com o pescoço erguido, sabendo que a gente não faz esse tipo de coisa feia.

Bjão!

Vivi

Débora Renata Cavalcanti disse...

Poxa, isso acontece muitooooooo, e as vezes da vontade de matar a pessoa que fez. Mas enfim a capacidade de criar não é para todos.

bjus bjus

Anônimo disse...

Oi Camila,

não acho que fan fic se encaixa porque quem escreve está fazendo só porque curte a história e quer se exercitar. Ninguém publica como seu ou encara aquilo como um livro. Pelo menos não deveria mesmo!

Falo por mim: me apaixono por personagens loucamente e a maneira que tenho de expressar é criando outras histórias, personagens originais e tal. Mas só. Isso é fic, é coisa boba que diverte. Nunca achei que fosse mais do que isso. Agora, ter esses personagens roubados é um absurdo! Por isso que sempre escrevo disclaimer e dou crédito. Não roubo dos outros então não admito que roubem de mim. Agora discordar, ah ... isso é maneiro! Discorda aê e vamos ver o que povo acha de tudo. Contem! :)

beijos
Frini

Loucos Por Livros! disse...

Ok, eu ri quando a Raffa chamou a pessoa de fofa. Eu ri muito e me lembrei quem é essa pessoa. HAUAHU. Ai, Raffa, você é demais! :)
Frini, eu acho que nunca sofri plágio, ams se eu sofresse, nossa, eu ficaria muito irritada! Como eu tenho blog, eu gosto de perfeição nele. Tento dar o meu melhor nos textos, nas resenhas e nos comentários. E se eu vejo que um lugar sofreu plágio, eu aviso. Bem que poderia ter multa para quem faz plágio, né? Concordo com o que você disse sobre fan fics. A pessoa tem que dar crédio aoc riador dos personagens, porque sem eles é provável que o eprsonagem nem exestiria.
Adorei mais uma vez sua coluna, diva Frini! :) Muitas saudades de você!
Beijos ;*

Ana Carolina
http://loucospor-livros.blogspot.com

Camila Leite disse...

O plágio é sempre um assunto polêmico e repugnante, por mais que não seja um dos melhores assuntos para se falar, é importante sempre comentar sobre ele, para ver se as pessoas acordam. É realmente frustrante você 'criar' o que quer que seja e vir algum vagabundo e copiar na maior cara de madeira.
Beijos
Camila Leite

@sonhospontinhos
www.sonhosentrepontinhos.com

Jane C. disse...

Realmente,plágio é de uma pobreza de espírito enorme e demonstra que quem o pratica sofre de algum problema de auto-estima,porque certamente se julga incapaz de produzir algo decente e se apodera do que foi feito por outro.Acredito que eventualmente ocorram semelhanças entre ideias, mas tem coisas que são copiadas tão descaradamente que chegam a dar 'vergonha alheia'.
Não concordo com o que a leitora acima escreveu sobre fanfics violarem direitos autorais, afinal, são coisas feitas de fãs para fãs e sem fins lucrativos, acho que são apenas um modo de imaginar como as histórias poderiam ter sido, mas não creio que isso vá ferir a integridade da obra ou os direitos do autor. Concordo apenas que se respeite a vontade do autor que se manifeste contra a publicação de fanfics baseadas em suas obras,como é o caso da Anne Rice.

janda disse...

Quando li o tema da coluna, jurava que vc ia falar do último programa do Didi Mocó com a "participação" do Jack Sparrow/Henri Castelli...