1 de jul de 2011

Papos de sexta: O ataque de uma mente em tumulto, por Frini Georgakopoulos

Leio sempre as colunas das meninas aqui e acho todas tão fofas e simpáticas. Eu juro que tentei ser assim essa semana, mas não deu. Estou atacada. Atacada mesmo, no melhor estilo “Emily, the Strange” quando sua tolerância está no pré-sal, sabe? Esse ataque se dá por vários motivos, ou será que pela união de todos? Não sei. Acho que a minha Lua está na casa errada, meio embaixo do móvel ou até na do vizinho. Será? Só sei que li a coluna do Xexéo na Revista do Globo há umas duas semanas e me identifiquei. Dei uma olhada na capa do livro lindo da Emily e cheguei a uma conclusão: vou desabafar!

Não aguento pessoas que já passaram das suas Dezesseis Luas – estão lá pra depois das quarenta –, mas teimam em entrar nas roupitchas que usaram quando Guaraná tinha rolha. Cafona! Se assuma como é e não como foi, sua linda! Não aguento lojas que vendem roupas cujas etiquetas dizem 42, mas a modelagem te trai: é de 38, e quando você pede uma calça maior, a vendedora esquálida te olha de cima a baixo, como se você tivesse pulado de um episódio de “Arquivo X”. Alôw! 42 não é gorda! É gostosa!

Não aguento gente que insiste que, quando a gente cresce,  tudo tem que ser sério, monocromático e sem graça. Por favor, né?! Sejamos sempre jovens por dentro! Que nossa noção reine suprema, mas que nossa vontade de ser feliz seja Insaciável! Não aguento gente que se acha a última Coca-cola do deserto – gelada e com gás – e vive criticando tudo nos outros: a barriga, o pé, a perna, o cabelo, o jeito de piscar, a mania de teclar, de respirar .... Não somos Perfeitos! Somos diferentes e isso é lindo! Abrace esse fato!

Não aguento gente cujo esporte preferido é malhar a vida alheia como se não houvesse amanhã – a verdadeira Rainha da Fofoca -, mas quando descobre que a sua está sendo comentada, fica zangadinha. Quem fala o que quer, ouve o que não quer. Aprenda e siga em frente. Não aguento gente que se faz de vítima! Essas são as piores! Ao invés de fazer cada gota d’água se transformar em uma verdadeira Tormenta, por que não levanta a cabeça e enfrenta a situação, hein?

E para terminar essa coluna - porque a minha lista é longa e, daqui a pouco, vocês é que não vão mais me aguentar -, não dá para aturar gente que quer fazer sucesso às custas do coleguinha. Não é legal ser Um gênio de maldade inenarrável! Trabalhe para obter seu próprio sucesso e larga da aba do amiguinho! Fica a dica!

Pronto! Um ótimo final de semana para todos! Vou continuar a minha lista no meu belo e velho diário. Afinal, se princesas e vampiros podem ter um, por que não eu? 

E vocês? O que não aguentam?

11 comentários:

Raffafust disse...

Frini,

Depois desse texto MARA só posso dizer que tô aqui aplaudindo de pé! Arrasou!!!
Concordo com vc, também tenho meus dias de fúria mesmo não sendo o Michael Douglas...rs
E a primeira coisa que me vem a cabeça que eu não aguento é gente sem noção que se acha a última bolacha do pacote! Acabei de estar com uma pessoa dessas bem desagradável.
Parabéns pelo texto, bem no estilo do livro que estou lendo da Meg "Liberte seu coração"- literalmente!!!

Bjos

Paola disse...

Disse tudo, Frini! Realmente, hoje em dia esse tipo de coisa é o que mais vemos. E a gente sempre vai te "surportar' ahahah, desabafar é preciso! xx

ALINE T.K.M. disse...

Muito muito muito legal seu texto!
Tem dias que não dá mesmo, o melhor é desabafar de uma vez. Mas eu sempre digo uma coisa: os dias bons só existem por causa dos dias ruins. Se todos os dias fossem maravilhosos, acabariam por tornar-se todos monótonos. Se um dia num tá legal, vamos levando, afinal esse mês ainda pode nos dar 30 dias com chance de serem ótimos! (Ok, reconheço, meu comentário foi muiiiiito à la Poliana...)

Bjão e bom fds!

Aline
escrevendoloucamente.blogspot.com

Tita Mirra disse...

Frini, sua diva!!! Me identifiquei super com seu texto ;) Sempre fui azedinha-doce, igual aquele chiclete rosa q existia na minha época (sim, sou balzaca de idade mas YA de espírito...), nunca tive a menor intenção de me encaixar nos padrões e acho a perfeição tão boring! E vc tem toda razão: não tem gente mais chata do q quem se acha a última bolacha do pacote... rs
Beijos!

Monique disse...

A situação é tensa, às vezes dá vontade de jogar tudo pro alto...mas aí a gente dá uma desabafada do jeito que cada um sabe fazer melhor e alivia um pouco...seja escrevendo, seja socando o travesseiro hehehe
Xoxo
ar tudo pro alto...mas aí a gente dá uma desabafada do jeito que cada um sabe fazer melhor e alivia um pouco...seja escrevendo, seja socando o travesseiro hehehe
Xoxo

Paula Vianna disse...

Não suporto gente infeliz e magrela, que não come, não sorri e não sai com os amigos pra beber e fica de olhos tortos para aquelas que gostam de ser mais fofinhas.

Esse negócio de academia vícia sux e depois ficar reclamando que a tal academia está causando 50000 mil dores é difícil.

Livros minha Terapia disse...

kkk Adorei!!! Aff Afinal quem disse que existe um padrão a ser seguido?? Gente essa história que temos que viver de acordo com sociedade, já era né !? Pelo Amorr!! Vou Chegar aos meus 30 anos em breve, tenho o meu filhote lindooo e só por causa disso tenho que usar preto e branco por que é básico??Tenho que falar sobre política e as cotações da bolsa de valores por que é adulto ?? O que é isso!!! Tudo tem a sua hora e local é só saber e entender onde elas se encaixam ... sem perder sua essência!!
Entãooo..
Eu amo Livros YA, como no Mc Donald e vejo os filmes e desenhos da Disney !!! SIIIMMMMM
Afff Pronto desabafei !!! kkkk
BJKS Frini.

Fernanda Figueiredo
Livros minha Terapia

Loucos Por Livros! disse...

Com um discurso desses, dava até pra ser presidente Frini!! xD (Se bem que não posso falar nada, aparentemente essa semana to que nem você...)
Concordo com tudo o que você disse!! Detesto gente que se acha a pessoa mais inteligente do mundo quando não é, afinal ninguém nasce sabendo e mesmo com o passar dos anos sempre tem mais alguma coisa pra se aprender!!
"...quando você pede uma calça maior, a vendedora esquálida te olha de cima a baixo, como se você tivesse pulado de um episódio de “Arquivo X”." >> Odeio quando isso acontece comigo, o tamanho e o problema são meus!!
E sim, vou ser do jeito que eu sou, usar roupas com desenho e ver filmes da Disney, continuar lendo gibis da Mônica, ser sempre a filhinha da mamãe e amar sempre tudo aquilo que eu gosto e que me fez ser do jeitinho que eu sou!! Afinal,ja fui cabeça de vento e já mudei muito pelos outros, hora de ser eu mesma né, depois de um tempo a gente tem que tomar juízo :)
Adorei a coluna, refletiu bem o momento em que estou!!
Beijos, Débbie
http://loucospor-livros.blogspot.com/

Vivi Maurey disse...

Odeio gente reclamona. De vez em quando eu tenho meus momentos, mas acho que todo mundo são tem. ;)

Adorei o post!!! Vc tem todo o direito de desabafar, Frinoca! E continua sendo fofo e lindo o seu post, rs.

Bjocas,

Vivi

Regiane disse...

CLAP CLAP CLAP!

Demorei, mas li. E valeu a pena! O que eu mais odeio é gente que acha que sabe melhor do que eu como viver minha vida. E gente que acha que a gente tem que achar tudo lindo sempre. O mundo esqueceu um pouco que todo mundo tem direito à sua individualidade e que devemos ser respeitados e apreciados pelo que somos. Com defeitos e qualidades. E confesso aqui, conheço e amo meus defeitos, e uso todos eles a meu favor sempre que posso! ;)

Loucos Por Livros! disse...

Frini, tem vezes que eu me estresso com pessoas fúteis. Me dá uma vontade de dar um soco nele, juro memso. HUAHAU. Tem vezes que precisamos berrar para retirar toda a raiva dentro de nós. Bom, eu faço isso comendo e falando alto. HUAHAU. Pessoa que é fmaosa na custa de outro é horrível. É uma das coisas que não suporto. Adorei a coletânea dos lviros da Galera Record no texto. :) Está de parabéns, diva!
Beijos ;*

Ana Carolina
http://loucospor-livros.blogspot.com