14 de mar de 2016

Tons da Galera: As últimas de Paris

Num piscar de olhos a temporada de prêmios passou e as dos desfiles internacionais para o inverno 2016 (para nós, 2017) já está — pasme — acabando, em Paris. Num mundo de tanta informação em tempo real fica difícil acompanhar tudo, mas podemos tentar colocar em foco algumas das principais trends vistas nas passarelas francesas que poderão funcionar bem aqui no Hemisfério Sul. Vamos lá?

Apostaram na tendência cozy, ou só aconchegante mesmo, grifes como Stella MacCartney e Chanel, com vestidos de moletom ou lã cinza e grandes ilhoses (outra febre que havia chegado com o boom dos anos 1970 e ficou). Curiosamente, as duas grifes também destacaram o matelassê, confortável e fofinho que só ele. Stella nas saias, Chanel na roupa e até na maquiagem dos desfiles, homenageando o famoso padrão de sua bolsa mais clássica.


Conforto é bom e a gente sempre quer: Stella McCartney cok matelassê, Chanel com matelassê, Chanel com lã e ilhós, Vivienne Westwood versão cozy.

Pra gente não sentir que investiu no comeback dos anos 1990 à toa, Nina Ricci continuou apostando na década do grunge e nos vestidos tipo camisola com transparências e pegada Courtney-Love-meets-Kate-Moss. Muitas marcas apostaram também no veludo como H&M com veludo molhado misturado às tais transparências e roupas e acessórios de cobra.


Inverno rock: Nina Ricci, Saint Laurent de um ombro só, Saint Laurent de ombros que valem por mil, H&M de cobra.

Ainda com a trilha sonora rock’n’roll, Saint Laurent continua insistindo no estilo e abusou do destaque nos ombros: nus ou exageradíssimos. Isabel Marant também levou blusas de lamê um ombro só e laçarote totalmente anos 1980 para sua passarela, e Balmain foi mais uma que apostou nos exagerados. Os ombros, aliás, continuam com tudo: tops puxados para baixo os revelando também foram aposta do novo designer à frente da Balenciaga, Demna Gsavalia, e da Dior. Ombros de fora, bom para a gente, que experimenta um friozinho pero no mucho e adora um toque de sensualidade!


Ombros para que te quero: puxados para baixo por Dior e Balenciaga, nus e exagerados na Balmain.


Nenhum comentário: