5 de out de 2012

Papos de Sexta - Fazer o que você ama, por Garota It (Pâmela Gonçalves)

Meu nome é Pâmela, 21 anos e blogueira. Hoje vou contar a história de como minha vida mudou por causa do meu blog. Antes de tudo, vou dizer como as coisas eram.

Tenho blogs dos mais variados tipos desde que me entendo por gente. Já tive blog diarinho, já fui doller (sabe aquelas bonecas em pixel art? Eu desenhava. Não, não era só arrastar a roupinha, mas sim desenhar pixel por pixel no Paint), já tive fansite (ohh, diariosdovampiro.com), já passei dias em fóruns (saudades do fórum da Galera Record), mas a maioria das coisas não durou tanto quanto o Garota it. Ele completa neste mês 3 anos. TRÊS ANOS fazendo a mesma coisa de formas diferentes. Finalmente me encontrei na internet e isso é muito bom.

Até aí, tudo bem, nada muito revolucionário, não é mesmo? Só que o blog já me fez pensar e repensar tudo da minha vida! No primeiro ano do blog, troquei de curso na faculdade. Eu estava no quinto semestre de Sistemas de Informação e fazendo um estágio na área. Graças ao blog, consegui ver o que eu queria realmente fazer no futuro. Hoje, estou no quarto semestre de Publicidade e Propaganda, e claro, muito feliz! Foi uma mudança drástica para mim, principalmente pelo fato de ter de dar a notícia para meus pais. Foi difícil, mas aqui estou eu, e eles sabem que fiz a escolha certa. Sou muito feliz fazendo o curso que escolhi, escrevendo no blog (quase) todos os dias e interagindo com os leitores nas redes sociais.

Quando me perguntam o que faço da vida, respondo que sou blogueira, que compartilho com as pessoas o que penso sobre uma das coisas que eu mais adoro: livros. As pessoas olham feio e estranham, mas e dai? Tenho certeza que um dia – combinado com meu estudo na faculdade – posso transformar isso em algo muito maior, mas de uma forma que continue a ser prazerosa.

É um prazer enorme receber um comentário bacana de um leitor que conseguiu passar por uma fase difícil na vida com as dicas de livros que eu dei. Um e-mail carinhoso de agradecimento e elogios. As críticas também são muito bem-vindas, é claro, e só me fazem crescer. Hoje eu sei que estou no caminho certo, e os planos só aumentam. Quero transformar o meu hobby de ler livros na minha profissão, afinal, eu quero fazer o que amo.

Acho que é essa a dica que deixo hoje. Você pode fazer o que gosta para o resto da sua vida, é só encontrar a melhor forma. Não posso dizer que vou ser isso para a vida toda, mas com certeza vou atrás dos meus sonhos.

7 comentários:

Elisama Rodrigues disse...

Oi Pâmela.
Eu praticamente acabei de seguir você. Ontem.
Não tive ainda a oportunidade de conhecer seu blog muito bem, mas você está certa. Eu ando um pouco perdida, pensei em terminar adm e fazer moda, agora fazer design de interiores. Nunca é tarde. E também amo livros e ganhá-los em promoções :).

Fernanda disse...

Pam, parabéns!!! Você é uma fofa, sempre carinhosa com quem te segue, e super inteligente. Escreve sempre de forma coerente e prazerosa. Sempre que vou as compras de livros passo pelo seu blog. Sim, já tenho 32 anos, sou casada, formada, mas temos muito em comum: o amor pela leitura. Que seus sonhos se tornem realidade e se tornem maior ainda!!! Espero estar sempre por perto. Mais uma vez, parabéns!!!

Letícia Santos disse...

Te acho tão corajosa, porque mudar de faculdade no terceiro ano não deve ser nada fácil. Acho que eu não faria, assim "tão perto" de se formar. Estou seguindo o mesmo caminho, até já comentei isso no seu blog. Tranquei Sistemas (no terceiro semestre) e vou tentar para Publicidade. Dá um nervosismo né? Saber que vai começar tudo de novo, passar por tudo de novo só que de um jeito diferente. Espero que eu seja tão feliz quanto você nessa mudança.

Juh** disse...

Você é um exemplo Pâm, porque não se conforma em fazer algo bom, você quer sempre dar o seu melhor. Não é a toa que seu blog é referência.
Não duvido que você vá realizar os seus sonhos, só de ter mudado de curso no terceiro ano, você tem a minha admiração absoluta! Eu terminei uma faculdade de quatro anos, onde no começo do segundo ano eu já sabia que não iria fazer aquilo no futuro, que aquilo não tinha NADA a ver comigo, mas eu tive medo de desistir. Hoje eu faria tudo diferente!
Sucesso para você!

Beijos
Livros e blablablá

Aline T.K.M. disse...

Adorei o post e acredito piamente que devemos fazer o que gostamos. De um jeito ou de outro, sempre tem como conciliar as coisas e, na melhor das hipóteses, transformar hobby em profissão. Eu também abandonei um curso (Psicologia) para fazer Publicidade e Propaganda. Trabalhei com Marketing, mas após um pequeno estágio na França, estou me direcionando para a área de edição. E é isso, correr atrás do que se gosta, sempre!

bj
escrevendoloucamente.blogspot.com

Karen Soarele disse...

Oi, Pam!
Parabéns pela coragem! Não é fácil largar um curso, já estando quase no final, para seguir um sonho. Mas é gratificante, né?
Muitos beijos!

Anônimo disse...

Pam, foi ótimo ler sua coluna. Fico feliz que está no caminho certo pra você :)

Amei essa parte: "Você pode fazer o que gosta para o resto da sua vida, é só encontrar a melhor forma."

As vezes, a melhor forma não é a mais clara ou óbvia, mas a que nos permite ganhar a vida (afinal, sonhos sozinhos não pagam contas) e ser feliz. É difícil encontrar o equilíbrio, mas se fosse fácil, não seria incrível :)


beijo grande
Frini