18 de nov de 2011

Papos de sexta: Em busca de um sonho, por Vivi Maurey

Pode ser piegas, brega, tosco... mas o título do post é o que é.

Gosto de pensar que ainda sou jovem e posso errar. Talvez pense assim até quando tiver meus 100 anos. Afinal, sempre é época de errar e aprender com os erros. Isso não vai mudar. O negócio é não persistir nos erros. Ih, to dramática hoje. Acho que é a TPM. De qualquer forma, decisões são difíceis e a gente nunca sabe o que aconteceria com o famoso “E se...”. Cabe a nós aceitarmos as nossas decisões e sermos felizes com as consequências.

Tá! E pq eu to falando isso tudo? Pq to vivendo em uma época que na minha cabeça funciona assim: É agora ou nunca! Geralmente quem tem essas crises são os adolescentes e essa parte da minha is long gone, mas parece que a gente nunca é velho demais para encarar a vida de forma dramática e querer mudar o mundo, rs. (Hello, who am I kidding? Meu nome é Viviane Maurey e eu nasci dramaqueen!) Whatever!

Já não é a primeira vez que faço isso, mas agora é pra valer! Vou me dedicar à vida de escritora e para isso preciso deixar o trabalho. Da primeira vez que tentei achei que poderia conciliar as duas coisas, mas depois de 6 meses vi que é impossível – no meu caso. E eu tentei, viu?! Foi bom pelo aprendizado, pelas amizades, pelo carinho de todos e, principalmente, pela experiência que vou carregar para sempre.

É difícil largar tudo para perseguir um sonho. Ainda mais quando esse sonho é desencorajado por muitos. Para ser muito sincera, não encaro isso como um sonho. Sonho em casar, ter filhos e ser muito feliz. Escrever e publicar livros são objetivos de vida.

Peço desculpas aos que perderam tempo lendo essa coluna de hoje, mas precisava desabafar. ;) Estou feliz com a decisão e espero muito em breve ver um livro meu impresso nas livrarias. Acho que to ansiosa, nervosa, esperançosa, com medo, aflita, feliz; tudo ao mesmo tempo. ^.^

É possível persistir num sonho quando você realmente quer vê-lo se realizar. Eu não vou desistir até conseguir e acho que ninguém deveria. Não vou apontar elementos religiosos nem nada, mas independente da sua crença e do que existe depois, a vida que a gente vive aqui, nesse mundo, é uma só. Se a gente não arriscar aqui e agora... quando?

Acho que meu ‘verdadeiro’ sonho é viver um dia de cada vez... e ser feliz com isso.

Au revoir!

Ps. Sou brega, mas sou feliz!

6 comentários:

delly disse...

Já fundo Vivi! E assim você nunca se arrependerá do que você deixou de fazer.

espero vê-la em breve no mundo editorial, ó que como autora dessa vez...


beijos
delly
atravesdanevoa
http://atravesdanevoa.blogspot.com/

Loucos Por Livros! disse...

Eu acho que mesmo as pessoas que só falam com você por e-mail, sentirão a sua falta. Vivi, você é uma das pessoas mais animadas que vejo nas editoras! Você teve garra e energia nesses 6 meses, coisa que muitos profissionais nem tem, eu acho. O seu livro será logo, logo publicado e será lançado pela Galera Record ou pela Record. Chique, né? :) Com certeza faremos encontros de fãs Vivi Maurey no futuro! Você será a versão feminina do Eduardo Spohr? Gostou? :) HUAHAU.
Estou torcendo por você, Vivi! Sério mesmo! E dou graças à Deus por te conhecer pessoalmente!
Sucesso, girl power! Eu te amo!
Beijos ;*

Ana Carolina
http://loucospor-livros.blogspot.com

Miriam disse...

Sonhe e realize!

parabéns pela coragem!!

Quero ver seu livro nas livrarias.

Um beijoO

ALINE T.K.M. disse...

Também te parabenizo pela coragem, afinal uma decisão assim não é fácil, mesmo!

Concordo que os sonhos e objetivos devem ser perseguidos, e a determinação é sempre uma arma poderosíssima para tudo na vida.

Um bjão!

escrevendoloucamente.blogspot.com

Anônimo disse...

Va atras do que voce quer realizar, Vivi. Conte comigo no que precisar e se joga nas palavras. Elas sao companheiras incriveis! :)

bjs
Frini

Livros minha Terapia disse...

Vivi,
Sou admiradora ao extremo de sua coragem... Quem sabe um dia eu fale: Dane-se vou fazer o que eu gosto ..rs rs Por hora fico aqui enviando todas as energias positivas e pedindo que os Anjos dos Escritores lhe abençoe.
Bjs ;)

Fê Figueiredo
LMT