12 de ago de 2010

Você conhece a Flip?

Oi, gente!
O post sobre a Flip demorou mas não tardou. Vocês já conhecem a Flip? A Festa Literária Internacional de Parati é um festival literário que existe desde 2003, e desde então já trouxe ao Brasil gente importante para a literatura e estudos sociais, como Eric Hobsbawm, Fernando Henrique Cardoso, Richard Dawkins, Neil Gaiman e Robert Crumb. Além de poder ver palestras superinteressantes com pessoas bem legais, o mais legal da Flip é poder cruzar com esse pessoal nas ruazinhas estreitas de Parati.
Esta foi a foto que eu "roubei" do Crumb e do Shelton esse ano. É uma boa história - me perguntem no Twitter. :P







Parati é uma cidadezinha linda, que vale a pena visitar mesmo fora da época da Flip. O centro histórico é totalmente fiel a como era a cidade no século XVI, com lugares divertidos e agradáveis de se visitar. Maaaaas... NÃO VÁ DE SALTO ALTO! NUNCA!
Tão vendo as pedrinhas? Elas são totalmente irregulares e a gente quase torce o pé toda hora. Segundo a minha mãe, que se mudou para lá recentemente, a gente se acostuma. Sei não...

Enfim. Na Flip (que normalmente acontece em julho, mas que foi atrasada esse ano por conta da Copa do Mundo), existem três formas de assistir às palestras. A primeira é na tenda dos autores, do outro lado da ponte. Lá você fica cara a cara com o seu autor favorito, ouve o som original nos headphones (ou traduzido para inglês ou espanhol para os gringos) e pode fazer perguntas. A segunda é pela tenda do telão - você tem seu lugar guardado em uma tenda enooorme, perto da mesa dos autógrafos e da livraria, e vê tudo por telões, também com a opção de usar os headphones para o áudio original. A terceira - e a mais usada, de longe! - é ficar "tirando uma casquinha" do lado de fora do telão. Assim você pode ver várias mesas e não precisa pagar nada! Mas aí, só com a tradução simultânea mesmo (not so good).
 Opção cara... E barata 


E tem também a Flipinha e a Flipzona, com eventos para as crianças e adolescentes. O legal é que vários projetos de ambas são feitos pelas próprias crianças de Parati e arredores. Todo ano elas fazem projetos relacionados ao homenageado da Flip. Eles também disponibilizam vários livros infantis e juvenis literalmente "dando em árvores" na praça! Tem até a Meg, olha!
Aí qualquer um pode sentar ali na sombra, puxar um livro e ficar olhando as modas...
A Flip é um evento super legal e vale a pena se programar para conseguir o ingresso do seu escritor favorito. Além disso, o clima da cidade é imperdível - todo mundo ali, de uma maneira ou de outra, gosta para caramba de ler! Vai dizer que a Flip não é o evento certo para você?
A gente se vê na Flip 2011!
Beijos, Giu

5 comentários:

Sweet-Lemmon disse...

Adorei o post! Eu queria muito poder ter ido à Flip:( Mas vou fazer o possível para ir o ano que vem!

http://umaconversasobrelivros.blogspot.com/

janda disse...

siiiiim eu conhecço a flip, sou rata de flip, tirei zilhões de fotos inclusive com os livros da Galera, hahaha

beijos meninas

Mônica Bento disse...

Meu irmão morou em Parati e tb dizia q com o tempo vc se acostuma... Não fiquei tempos suficiente, torci muito o pé lá rsrsrs ele mudou de lá em 2003, pouco depois da 1ª edição, daí nem cheguei a ir.

Ir na Flip é sonho! Acho q eu ia ficar mto stalker, vigiando e seguindos os autores mais f****. ahhhhh *suspira*

Giu, que suas palavras sejam proféticas: "A gente se vê na Flip 2011" uahuahahhua

leitoracompulsiva disse...

Morro de vontade de conhecer uma FLIP... mas como esse ano tá tendo a Bienal do Livro em SP, então guardei todo meu dinheirinho para gastar em livros lá!! rs...
beijos
Camila

Liliana disse...

Ano que vem pretendo ir a FLIP. Muita vontade.