13 de mai de 2011

Papos de sexta: Resenhas, por Vivi


Todo mundo que sente prazer em ler, escrever, ver filmes e falar sobre isso, tem por obrigação expressar sua opinião. É simples. Não precisa ter vergonha de não gostar ou de gostar de alguma coisa. É a SUA opinião e todo mundo merece ter uma! Certo? ;)

By the way, eu sou a Vivi e amo compartilhar minhas opiniões! Não do tipo – ai, aquela bobona tem sempre uma opinião sobre tudo, blergh. Até porque, se você tem uma opinião, tem que estar preparado para o inevitável: outras pessoas também têm opiniões. I know it’s a bitch e seria muito mais legal dominar o mundo com a nossa visão da coisa (sim, eu sou o cérebro e o resto é sempre o Pink), mas a gente precisa respeitar. Da mesma forma que respeito pessoas que gostam de vampiros que brilham, espero que me respeitem quando digo que curto Angel/Buffy, Harry Potter, filmes dos anos 90, Johnny Depp e felinos. É, eu sei, tenho um gosto impecável. ;) Não sei nem porque me preocupo em ser desrespeitada nesse quesito. (risos)

Esse lero lero todo é para dizer que agora vou ter uma coluna aqui no blog da Galera. Yaaaay! E para estrelar, ops, digo estrear, pensei num tema bem atual, que virou febre em pouquíssimo tempo e que venho acompanhando o pessoal fazendo: resenhas.

DICA-MOR: Se vc escreve e quer que as pessoas leiam e comentem suas resenhas, saiba que as pessoas estão esperando o mesmo de você. ;)

1)      O que significa a palavra resenha?

No dicionário que eu vi aqui agora, encontrei o seguinte significado: ato ou efeito de resenhar, uma descrição minuciosa. Isso não explica nada, convenhamos. Vamos começar de novo...

Em outras palavras, resenhar é opinar. É escrever um texto com base no que você acabou de ler, por exemplo, num livro, e que, além de informar, você constrói uma crítica argumentativa destacando os prós e os contras do ‘objeto’ estudado.

Ninguém aqui é dono da verdade, mas juro que encontrei algo parecido com isso no Google e, foi mal, mas Google pra mim é Oráculo. ;)

2)      O que você deve escrever numa resenha?

Além do título (que pode ser o título do livro – embora uma coisa diferente seja mais plausível) você precisa de uma estrutura. Pode ser QUALQUER uma que desejar. Essa é a graça. Não tem regra ou pelo menos não deveria ter. Você começa pela opinião, por um trecho do livro, contando a sinopse para se fazer entender melhor... como quiser. O importante é: além de contar sobre o que se trata aquele livro, escrever o motivo pelo qual você odiou ou se apaixonou pelo mesmo. E, é claro, usando argumentos válidos.

Lembrem-se: Há pessoas que são profissionais nesse treco de resenhar. Eles sim não podem deixar nenhum aspecto passar em branco. Acredite, eu faço pareceres e deixar algo passar é praticamente erradicar a chance de um bom livro ser publicado! Porém, nesse caso, quando fazemos isso porque gostamos, é simplesmente mostrar pro mundo que o Damon pode ser o bad boy, mas ele é  um dos personagens mais ‘ME PEGA AGORA’ que já existiu em todos os tempos! Sim, ele tem seu lado mau, só que ao mesmo tempo demonstra que gosta de Elena, que tem lá seus pontos fracos e – puxa vida - não há nada mais apaixonante num cara do que isso. Né não? ;) A gente adora um cara durão franzindo a testa e te olhando com aqueles olhos azuis piscina que dizem ‘to apaixonado por vc, mas não posso admitir’.

3)      Por onde começar?

Sinopse/resumo, um trecho, uma fala, uma situação, uma frase sua resumindo o que vc pensa do livro... break free e divirta-se! Mas mantenha em mente que você precisa argumentar os pontos negativos e positivos (não é obrigatório esses dois coexistirem, ok?) para que a pessoa não perca o interesse na sua resenha.

4)      Construindo a crítica.

Terminou de ler e tá louco para contar sua opinião? Seja objetivo. Não faça rodeios colocando frases de personagens como eu disse acima se não for para impactar UMA cena específica ou abrir a sua resenha de maneira intrigante.

Baseie-se no conhecimento que você tem da obra, do autor, compare com outras obras para mostrar seu conhecimento e como você dá valor às opiniões alheias, escreva um português claro – ninguém quer ler um texto sujo -, e dê sua opinião o mais transparente possível. Abra seu coração e seja brega como to sendo escrevendo que vc deve abrir seu coração.

ATENÇÃO: isso não significa que vc pode ser melodramática(o)! Isso é inaceitável. cof cof eu jamais faço isso, diga-se de passagem cof cof.

5)      O que não posso esquecer?

- Contar sobre o que se trata o livro
- Contar sobre o autor do livro (pode ser dentro dos argumentos para reforçar alguma coisa)
- Opinião crítica

E, obviamente, a resenha é sua! Faça o que quiser com ela, mas não desrespeite NUNCA o autor ou a história, independentemente da sua opinião. Se você tá lendo um autor publicado, lembre-se de que ele chegou até lá e você só suja a si próprio denegrindo a imagem alheia só porque vc não ficou satisfeito que uma personagem é loura e não morena. Poupa a ti próprio essa vergonha!

Prontinho! Você está preparadíssimo para fazer uma resenha! Wiiii!! Ip ip uha!!

E ó, qualquer dúvida, podem perguntar ou me xingar à vontade nos comentários! ;) Juro que sou legal na vida real. Isso aí tudo que vcs leram é só meu lado ‘Sparrow’, rs. (Yep, sou viciada em Piratas do Caribe! TODOS os filmes, sem exceção, mesmo que eu seja a única no mundo, admito!)

Até a próxima!

Au revoir!

13 comentários:

casaecor48 disse...

BOM COMEÇO... Amei o texto. Bem, sou suspeita, primeiro porque sou parente...rsrsr segundo, porque também sou viciada em Jack Sparrow(estou louca pra ver o novo Piratas do Caribe), também gosto de felinos e tudo mais... Bem, mas na verdade, no fundo, não é por nada disso não, é porque seu texto é bom mesmo, eu amo ler e na minha opinião você começou muuuito beem! Parabéns prima!

Sarita disse...

Adorei e valeu pelas dicas. Bem humorada e esperta!

Martha disse...

Muito bacana essa coluna e as dicas!! Começarei a usá-las no meu blog!!

Martha disse...

Muito bacana essa coluna e as dicas!! Começarei a usá-las no meu blog!!

Lorena Queiroz disse...

Adorei! Obg pelas dicas!
Bjss

Ps: tbm adoro Piratas do Caribe. Ja assisti tantas vezes q meus pais n aguentam mais escutar falar kk

Cris disse...

Primeiro comentário? Legal :)

Oi Vivi,

Tenho um blog e recebi pedidos para adicionar colaboradores. Sou só um pouco chatinha (rsrs) com relação às publicações. Então encontrei esse seu post que resume o que eu penso de uma boa resenha. Estou citando e indicando vc, se não se importa.

Vou continuar ligada nas publicações.

Bjks
http://seliga-cris.blogspot.com/

Vivi Maurey disse...

Yaaay! Brigada, pipow! =)

Valeu mesmo!

Bjocas,

Vivi *e eu não sou prima de ninguém, ahahahahah, acho que alguém se confundiu. ;)*

Livros minha Terapia disse...

Oi Vivi, ótima aquisição do Blog da Galera Record, colocar uma coluna sua .. sem dúvida sucesso!!!
Amei as dicas e a espontaneidade sem dúvida essa é sua marca.
Manda mais!!
Desejo sucesso !! bjks

Babizinha disse...

adorei os posts!aeah hje eu n sabia o ke era um resende!
deem uma olhadinha no meu blog?
www.babizinha33.blogspot.com

janda disse...

hey vivs!

parabéns pelo blog! tá um barato! e tomara que os blogueiros leiam seu passo a passo, pra passarem a colocar uma resenhas mais elaboradas né...rs

A propósito, quem assinou a coluna sobre a feira de bologna?? super morri de inveja dos marcadores de TVD!!

beijos

Enderson Rafael disse...

Ah, é de bom tom não contar o final do livro, né, Vivi!

Vivi Maurey disse...

hahahahaahah muito bem lembrado, Enderson! =)

Janda, foi a Ana, editora da galera, minha chefe querida. ;)

Mary Azevedo disse...

Olha, uma grande dica também para os blogueiros/"resenhistas" é não castigar muito o português. Sem ofensas (alias, quem deveria ler isso provavelmente não vai achar que precisa, então tanto faz), mas para pessoas que leem tanto fica muito feio escrever sem prestar um mínimo de atenção à ortografia, mesmo sendo para internet.
Sério, nem dá tanto trabalho: joga seu texto no word (ou qualquer editor de texto com corretor ortográfico) e voilà! você elimina os erros mais grosseiros.
Só porque um texto é "informal" e "livre" não quer dizer que você possa escrever de qualquer jeito, porque pega mal pra você mesmo.

Ps.: Blogueiros do meu Brasil MAS e MAIS não são a mesma coisa. MAS é uma conjunção adversativa (assim como 'contudo'; 'todavia'; 'entretanto'), então quando você quer dizer que gosta de uma coisa e não de outra, você diz que gosta de X, MAS não gosta de Y. Parem de colocar o I no meio. MAIS é um pronome ou advérbio de intensidade, é o contrário de menos.
(Desculpa o desabafo no post, mas isso é uma coisa que me irrita profundamente, porque mostra um desleixo com o texto e uma falta de atenção com os leitores)

E só porque já falei demais mesmo, uma outra dica é o "está em dúvida? joga no google" (mas procure fontes minimamente confiáveis, não venham com yahoo respostas pra cima de mim! Uma dica são sites de jornais/revistas, ou páginas desses professores de português "famosos" tipo o Pasquale, o Sérgio Nogueira (do soletrando), ou algo assim). Também vale consultar alguma gramática que seus pais tenham em casa, afinal quem gosta de livro não pode ter preguiça de consultar um dicionário ou gramática de vez em quando.

Ufa! cansei você, né? (no singular, pq só uma pessoa deve ter lido isso) então é isso.
E continuem escrevendo por aí sim, só tomem um pouquinho de cuidado.

xoxo