31 de ago de 2010

Resultado Clube dos Primeiros Leitores - Gone

Galera, saiu o resultado!

Mais de 200 participantes depois, 3 felizardas vão ganhar o livro e 'resenhar' pra gente! =)
O prazo para envio é até o dia 24 de setembro!
Parabéns, meninas!

- Anna Elisa Leal
- Fernanda Menegotto
- Jessica Malta de Souza

Bjocas,

Vivoca

23 de ago de 2010

Clube dos Primeiros Leitores: Gone - O mundo termina aqui



GONE – O mundo termina aqui será o próximo Livro do Mês da Galera — e não foi à toa. A galera aqui leu, se apaixonou e tá arrancando os cabelos pelos próximos da série! Pense em Heroes, Lost e, hum, O senhor das moscas e talvez você comece a entender sobre o que estamos falando... É empolgante demais! Claro que não poderíamos deixar vocês fora dessa e, por isso, GONE é o mais novo livro do Clube dos Primeiros Leitores.

Degustação:

De uma hora para outra só restam os jovens. Não existem mais professores, policiais, médicos, pais. Também não há telefones, internet ou televisão. Não há como descobrir o que aconteceu ou conseguir ajuda. É um mundo novo e aterrorizante. E isso não é tudo: alguns jovens começam a desenvolver poderes sobrenaturais e perigosos, e cada um terá de escolher o seu lado...

Para saber mais, veja a sinopse no nosso site.

Gostou? Então deixe o nome e o sobrenome nos comentários para participar do Clube dos Primeiros Leitores. Vamos considerar nomes postados até segunda, 30, 18h. Ah, lembrem-se das novas regras do clube (ver post) e... cruzem os dedos! Vale ressaltar que se vc já participou do último PL: Swoon – Amor além do tempo, agora é a vez de deixar os outros participarem também, certo?

Na terça, 31, divulgaremos os (3) nomes sorteados!

12 de ago de 2010

Você conhece a Flip?

Oi, gente!
O post sobre a Flip demorou mas não tardou. Vocês já conhecem a Flip? A Festa Literária Internacional de Parati é um festival literário que existe desde 2003, e desde então já trouxe ao Brasil gente importante para a literatura e estudos sociais, como Eric Hobsbawm, Fernando Henrique Cardoso, Richard Dawkins, Neil Gaiman e Robert Crumb. Além de poder ver palestras superinteressantes com pessoas bem legais, o mais legal da Flip é poder cruzar com esse pessoal nas ruazinhas estreitas de Parati.
Esta foi a foto que eu "roubei" do Crumb e do Shelton esse ano. É uma boa história - me perguntem no Twitter. :P







Parati é uma cidadezinha linda, que vale a pena visitar mesmo fora da época da Flip. O centro histórico é totalmente fiel a como era a cidade no século XVI, com lugares divertidos e agradáveis de se visitar. Maaaaas... NÃO VÁ DE SALTO ALTO! NUNCA!
Tão vendo as pedrinhas? Elas são totalmente irregulares e a gente quase torce o pé toda hora. Segundo a minha mãe, que se mudou para lá recentemente, a gente se acostuma. Sei não...

Enfim. Na Flip (que normalmente acontece em julho, mas que foi atrasada esse ano por conta da Copa do Mundo), existem três formas de assistir às palestras. A primeira é na tenda dos autores, do outro lado da ponte. Lá você fica cara a cara com o seu autor favorito, ouve o som original nos headphones (ou traduzido para inglês ou espanhol para os gringos) e pode fazer perguntas. A segunda é pela tenda do telão - você tem seu lugar guardado em uma tenda enooorme, perto da mesa dos autógrafos e da livraria, e vê tudo por telões, também com a opção de usar os headphones para o áudio original. A terceira - e a mais usada, de longe! - é ficar "tirando uma casquinha" do lado de fora do telão. Assim você pode ver várias mesas e não precisa pagar nada! Mas aí, só com a tradução simultânea mesmo (not so good).
 Opção cara... E barata 


E tem também a Flipinha e a Flipzona, com eventos para as crianças e adolescentes. O legal é que vários projetos de ambas são feitos pelas próprias crianças de Parati e arredores. Todo ano elas fazem projetos relacionados ao homenageado da Flip. Eles também disponibilizam vários livros infantis e juvenis literalmente "dando em árvores" na praça! Tem até a Meg, olha!
Aí qualquer um pode sentar ali na sombra, puxar um livro e ficar olhando as modas...
A Flip é um evento super legal e vale a pena se programar para conseguir o ingresso do seu escritor favorito. Além disso, o clima da cidade é imperdível - todo mundo ali, de uma maneira ou de outra, gosta para caramba de ler! Vai dizer que a Flip não é o evento certo para você?
A gente se vê na Flip 2011!
Beijos, Giu

9 de ago de 2010

Clube do Livro - RJ (Comemoração de 1 ano)

Sabe aquela sensação de nostalgia quando vc escuta músicas dos anos 80, 90? Foi mais ou menos o que senti durante o evento Clube do Livro, na Saraiva do Rio Sul, no sábado retrasado, dia 31 de julho! É como se eu tivesse voltado no tempo, na época em que me reunia com pessoas em eventos literários, cujos sonhos nerds eram apenas uma das milhares coisas que tínhamos em comum...

Não foi à toa que a nostalgia bateu forte e me fez curtir ainda mais essa tarde na livraria. Como sempre, a Frini mediou um evento super bacana e trouxe coisas super legais para essa reunião comemorativa do Clube do Livro, que completou 1 ano.

Frini apresentando a edição comemorativa de um ano do Clube do Livro - RJ


O assunto do encontro foi 'O que vc está lendo?' - frase adotada pelo site skoob (nova mídia social criada por brasileiros para o mundo literário). As meninas pioneiras (Janda e Dominique) no assunto skoob falaram sobre a mídia, explicaram como funciona e ainda deram dicas de como se usa. =) Mó barato! A espertona aqui já tinha ouvido falar na ferramenta no lançamento do livro Reunião Sombria na semana anterior e já tinha corrido para fazer seu cadastro. Tenho somente 115 livros na minha estante, mas um dia eu chego lá... Já vi gente com mais de 500 livros na estante. Affe. Será que eu consigo?

Primeira foto: As meninas conversando sobre o skoob e na segunda: Povo mostrando os livros que estão lendo!


Além disso, a Thais, que acabou de defender sua monografia sobre o assunto, nos presenteou com seu conhecimento do ilustre kindle (leitura digital muito eficiente, por sinal) e depois de muito papo e discussão sobre o que algumas pessoas estavam lendo, cantamos parabéns para o Clube do Livro (que é um sucesso!) e comemos bolo!! =) Particularmente a melhor parte do evento, risos. =P Just kidding.

Primeira foto: Bolo delicioso!! Segunda foto: Thais nos iluminando e nos empolgando com o papo sobre o todo-bom Kindle!


O sorteio foi farto! Teve gente ganhando até livro autografado. =) A Galera cedeu ao Clube um exemplar de ‘Feios’ e a pessoa que ganhou – não tem conversa, eu vi com os meus próprios olhos! – pulou da cadeira contente e soltou um gritinho super sônico!!! Yay!

Alguns dos livros que foram sorteados!


Agora o próximo é só depois da Bienal e promete! Essa edição contou com pelo menos umas 100 pessoas (ou quase isso!). Parabéns à equipe e aos leitores empolgados que fazem tudo isso valer a pena e que sem eles nada disso seria possível. Viva!

Bjocas da Vivoca!

RESULTADO DA PROMOÇÃO DIA DO ESCRITOR

Não foi nada fácil para a equipe da Galera escolher apenas um conto por categoria.
Muitos aspirantes a escritor mostraram que têm talento de sobra; basta dedicar seu tempo a ler bastante e desenvolver a escrita!

Antes de anunciar os vencedores, gostaríamos de parabenizar todos aqueles que enviaram contos sobre o tema “anjos caídos”. Premiamos os melhores textos das categorias “drama” e “humor”.

Os vencedores vão receber um exemplar do livro Fallen + kit exclusivo com brindes surpresa! (Depois eles contam pra a gente o que ganharam!)

Que rufem os tambores...

Camilla Machado

Penas em cinzas

Um anjo caído. Era o que ele havia se tornado. Doce mentira, aquela de que anjos são perfeitos. Não, eles também erram. E isso é imperdoável.
Samuel caminhava pelas ruas. Caminhava. Puxa, como era estranha a sensação de estar usando pernas. Pernas, não penas. Não as penas de suas asas. Suas asas que foram arrancadas. Imaginava que era como um humano que perdia um membro importante do corpo.
Quer saber, dane-se. Dane-se. Experimentou e gostou da maneira como a frase foi pronunciada de seus lábios outrora angelicais, celestiais, iluminados. Sentou-se num banco de praça, ao lado de um jovem de cabelos longos. Ele fumava. Samuel ficou olhando o movimento das mãos muito brancas do jovem, o movimento de levar um cigarro até os lábios. O jovem olhou para Samuel e sorriu. Quer um cigarro, ele havia perguntado.
Samuel sentia dor. Em suas costas, onde outrora estiveram suas asas grandes e macias, ele carregava as feridas. Sangue das feridas onde estiveram suas asas grudava em sua camiseta preta. Não sangrava, mas ainda doía. O jovem sentado ao seu lado sabia de sua dor. Mas nada disse. Deu um de seus cigarros a Samuel, que agora levava aos lábios. E Samuel sorriu. Aquele cigarro tinha o mesmo cheiro de suas penas quando queimaram.


Patrícia Eduarda

− Gabriel, arremessa a bola na auréola! Os Querubins estão sem marcação pelo lado esquerdo! Berrava o técnico do time Serafins de basquete, a plenos pulmões, na beirada da quadra.
Era o último jogo do campeonato e nenhuma das duas equipes tinha chances de ganhá-lo, mas a preocupação era outra, o temido rebaixamento para a segunda divisão da LAB – Liga Angelical de Basquete. Os dois times vinham de uma campanha modesta devido a contusões, asas quebradas e problemas no departamento médico ao longo do campeonato, o que lhes custou várias partidas sem seus melhores jogadores.
Gabriel, astro do Serafins, sofrera uma torção dos diabos no joelho esquerdo e ficou afastado por oito jogos seguidos. O rendimento despencou, a torcida fazia protestos na frente do estádio semanalmente, a situação era uma torre de babel.
Para piorar a situação, o time dos Querubins, que contava com um ataque vergonhoso, justamente naquela noite estava acertando todas as bolas. Um verdadeiro milagre, nem mesmo os próprios anjos pareciam acreditar no desenrolar do jogo. Na arquibancada, torcedores do Serafins desesperavam-se e a incredulidade foi tanta a ponto de suspeitarem que o jogo havia sido comprado. JC, o empresário do Querubins, era uma figura bastante influente no mundo do basquete.
O último tempo começou e terminou com os Querubins mantendo uma diferença acima dos dez pontos. Final de jogo, comemoração e penas esvoaçantes de um lado, tristeza e choro do outro. O técnico do Serafins foi para o vestiário sem falar com ninguém, visivelmente abalado.
Era a primeira vez que um time de anjos dirigido por ele caia para a segunda divisão.

Parabéns às vencedoras!
Beijos da Galera!